Como funcionam os aterros sanitários?

Como funcionam os aterros sanitários?

Embora devesse ser um assunto de interesse coletivo, poucas pessoas se perguntam a destinação do lixo que produz diariamente. Como se a partir do momento em que o descartamos na lixeira, ele deixasse de ser um problema nosso.

Por isso, neste conteúdo da GreenView, você saberá mais como os aterros sanitários, um dos principais espaços de armazenamento de resíduos sólidos, funcionam e qual a sua importância para o descarte adequado do lixo urbano produzido.

O que são os aterros sanitários?

São espaços destinados a receberem grandes volumes de lixo produzido que não passarão pelo processo de reciclagem. A maior parte desses materiais descartados pela população é composta por resíduos domésticos, hospitalares, comerciais e industriais.

Os aterros sanitários não são meros ambientes a céu aberto, estes são os ambientes popularmente chamados de lixões, onde são despejados os rejeitos sem qualquer medida de preservação ao meio ambiente nem à saúde humana.

Já os aterros têm uma estrutura extensa, licenciada ambientalmente, projetada estrategicamente em regiões distantes dos grandes centros urbanos, visando o descarte seguro desses resíduos, garantindo a não contaminação do solo, do ar e da água, impedindo também que o odor incomode a população.  

Como os aterros sanitários funcionam?

Na estrutura onde será instalado o aterro sanitário é necessário que haja uma abertura que não exceda dois metros de distância do lençol freático. Depois, essa área é coberta por uma camada impermeável, composta por uma manta de polietileno de alta densidade, um material impermeável, atóxico e de longa duração.

Esta manta é ainda coberta por mais uma camada, garantindo a contenção dos resíduos para que não contaminem o lençol freático. Ao ser despejada, a carga de resíduo deve ficar concentrada em uma área do aterro denominada “derrame”. Depois disso, o trator passa por cima da área repetidamente, de 3 a 5 vezes, para compactar o seu volume. Concluído o descarte, os resíduos são cobertos por camadas de terra. E para prevenir a infestação de ratos e insetos, diariamente a área é coberta por argila.

Aterros: prós x contras

Atualmente, os aterros sanitários são uma alternativa mais segura que os lixões. Ainda assim, sua implementação oferece  prós e contras.

Prós

– Permitem que os gases sejam convertidos em fontes de energia renovável.

– Preservam o meio ambiente, evitando a contaminação do solo, água e ar.

– Reduzem a quantidade de gases poluentes lançados a atmosfera.

Contras

– Custos elevados de manutenção .

– Riscos de vazamentos de gases e líquidos (chorume).

– Concentração de insetos, aves e ratos.

– Áreas extensas para implementação, além da necessidade de estruturas de suporte como monitoramento constante e equipamentos exclusivos para esse fim.

Apesar de eficientes, os aterros sanitários também causam impactos ambientais. Para minimizá-los, são necessárias outras medidas de conscientização da sociedade como redução da quantidade de lixo produzido e a coleta seletiva para fazer a separação adequada dos materiais que ainda podem ser reciclados daqueles destinados aos aterros.

Quer continuar por dentro das novidades, normas e todos os acontecimentos da área ambiental? Acesse o blog da GreenView.

Precisa de uma Consultoria Ambiental para a sua atividade e possui alguma dúvida relacionada ao meio ambiente, entre em contato conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende uma Ligação!

Preencha o formulário ao lado e entraremos em contato para falar sobre como podemos lhe auxiliar: