Para que serve o Inventário Florestal?

Para que serve o Inventário Florestal?

Nunca foi tão importante o monitoramento da integridade das florestas e áreas protegidas no Brasil. Em épocas de recorde de desmatamento, fazer o inventário florestal é uma tarefa fundamental tanto para governos quanto para empresas. Saiba o que é e para que serve este instrumento nesse conteúdo da GreenView.

Para que serve o inventário florestal?

O que é o Inventário Florestal?

O inventário florestal consiste em um documento abrangente e completo feito para auxiliar na medição e controle de áreas de floresta. Ele contém informações variadas como: informações sobre todas as espécies existentes numa determinada região; descrição de acessos e da topografia; mapeamento de propriedade; estimativa da quantidade e qualidade de diferentes recursos florestais; facilidade de transporte de madeira; entre outros dados importantes para conhecer a fundo a cobertura vegetal de uma localidade.

O inventário florestal pode ser feito para que empresas conheçam a dinâmica da floresta, elaborem plano de manejo e exploração florestal. Dessa forma, os seus empreendimentos conseguem cumprir obrigações previstas na legislação ambiental. Além disso, o inventário florestal também é um excelente instrumento para auxiliar o poder público no sentido de formular políticas de conservação, desenvolvimento e uso eficiente dos recursos florestais.

Há algumas variações de inventário florestal que se diferem de acordo com seus objetivos, abrangência, maneira como os dados são coletados, abordagem da população no tempo e grau de detalhamento dos seus resultados, por exemplo.

Como é feito o Inventário Florestal?

Antes de falar sobre como fazer um inventário florestal é preciso destacar: este documento é de extrema relevância e complexo. Por isso, é primordial que ele seja feito por uma empresa especializada e profissionais habilitados. O primeiro passo para fazer o levantamento é analisar a área que será objeto do documento e o objetivo da empresa em questão. Essa meta pode ser criação de plano de manejo, o corte raso e um projeto de reflorestamento, por exemplo.

Posteriormente, deve ser definido o tipo de inventário florestal que será realizado. Ele pode ser feito por amostragem, área predefinida e parcelas amostrais de localização ou na forma de censo. Quanto à forma como os dados são coletados, podem ser usados equipamentos variados, como GPS, fita métrica, hipsômetro, máquina fotográfica, etc.

A etapa seguinte do inventário florestal é o processamento dos dados coletados. Aqui é a hora de analisar as informações sobre a composição da área que está em foco no documento. Por último, vem a interpretação do levantamento e a fase de elencar que ações serão necessárias para que a empresa alcance os seus objetivos de maneira que não agrida o ecossistema local.

Viu como fazer um inventário florestal é crucial para oferecer todo o conhecimento sobre o estado das árvores de uma região, além do o crescimento e desenvolvimento delas? Se a sua empresa quer fazer este tipo de documento para testar a viabilidade de um empreendimento e não sabe como começar, fale com a GreenView!
Somos referência na área de engenharia ambiental e contamos com uma equipe de profissionais qualificados e sempre atualizados com as últimas novidades do setor. Desde 2017, somos soluções sustentáveis com foco no atendimento às legislações ambientais, redução de custos para as empresas e preservação dos recursos naturais e meio ambiente! Entre já em contato conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende uma Ligação!

Preencha o formulário ao lado e entraremos em contato para falar sobre como podemos lhe auxiliar: